O que é ser competitivo? Por José Antonio Kairalla Caraccio

O que é ser competitivo? Por José Antonio Kairalla Caraccio

Ser competitivo é o objetivo de todo profissional que deseja alcançar uma alta performance. Preparar-nos para vencermos os obstáculos que se apresentam em nossa vida profissional e pessoal e consolidar nossa fatia em um mercado altamente competitivo, mas muito atraente. Nossa rotina diária de desafios começa com a qualidade dos nossos pensamentos e de nossa disposição para realizar e acreditar. O próximo passo é o de nos debruçarmos sobre o nosso Planejamento e avaliarmos quais são as nossas prioridades e atividades importantes que estão planejadas e qual a nossa programação ajustada para hoje, já que fatos novos podem ter ocorrido. A seguir fazemos uma autoavaliação e autocrítica sobre esse momento. Estamos preparados ou nos preparamos adequadamente, no aspecto técnico e psicológico, para realizar as nossas ações planejadas da forma mais eficaz possível e com a excelência que ela exige? Se sim, vamos ao passo seguinte: A Execução! Com foco em nossa venda consultiva, vamos planejar cada contato, analisar cada cliente e nos prepararmos para oferecer a eles as melhores soluções. Na manutenção de nossos clientes temos que lembrar sempre de programarmos o pós-venda, uma fase essencial de relacionamento diferenciado, registrando nossa presença em todas as etapas do processo de vendas e de fidelização de clientes.

OS RESULTADOS Concluimos que ser competitivo é satisfazer necessidades e superar expectativas de nossos clientes, que hoje mais do que nunca são extremamente conscientes e buscam soluções confiáveis de qualidade, não por capricho mas por segurança de quem sabe o que é receber um mau produto ou serviço sem qualificação plena e que põe em risco uma decisão de compra equivocada a toda sorte de ocorrência. O cerco está se fechando e nossos clientes e potenciais clientes estão exercitando cada vez mais sua percepção e o senso de comparação, que os tornam exigentes e rigorosos. Satisfazer necessidades, portanto, é um complexo de ações e pessoas envolvidas em um processo de total sincronia e comprometimento. O TIME Os profissionais isoladamente têm um compromisso de realizar um ótimo e desafiador trabalho, quer para atender expectativas e metas de sua empresa e de seus superiores ou evidentemente suas próprias. Isso, porém, não é tudo. Vamos entender que os nossos conscientes clientes querem ver atendidas todas as suas necessidades de forma global e não setorizadas. Assim sendo, de nada adianta se a área de negócios presta um atendimento de primeiro mundo, com profissionais treinados e capacitados, com excelente relacionamento interpessoal e os colaboradores de outros departamentos não estiverem sintonizados na mesma proposta de prestação de serviços com qualidade, comprometendo assim a cadeia de relacionamento. A área de negócios comercializa os nossos produtos e serviços mas a responsabilidade pela entrega fica por conta de outros departamentos. Nossos clientes veem nossa empresa como um todo. Embora podendo possuir excelentes produtos (aspectos materiais), algumas empresas colocam pessoas ásperas ou apáticas na fase de entrega dos serviços ou eventualmente na assistência técnica, comprometendo desta forma sua imagem. Neste exemplo estabeleceu-se o elo fraco desta empresa, ou seja, o relacionamento humano inadequado promovido por estas pessoas. O LÍDER Precisamos muito de nossos profissionais e colaboradores, mas sobre tudo de nossos clientes. Em suma, precisamos de resultados. Como sabemos, segundo algumas pesquisas divulgadas sinalizam que manter clientes custa 4 vezes menos do que conquistar novos. Daí entra em campo aquela figura que une as pontas. Internamente busca desesperadamente transferir esta verdade a seus colaboradores, aguçando-lhes a percepção, reciclando seu quadro através de treinamento, promovendo a união e integração. Através do Marketing de Relacionamento, com o apoio de ferramentas importantes e de significativo investimento como o “CRM”, aproximam-se cada vez mais de seus clientes, razão dela (empresa) existir.

Tudo parece tão fácil, não é? Mas, só quem é um líder sabe do árduo caminho a ser percorrido para chegar ao fim de uma jornada e dizer: NÓS VENCEMOS E SOMOS COMPETITIVOS!

Fim do conteúdo da página

No Comments

Post A Comment




X