Três pilares do autoconhecimento. Primeiro: O Ser Humano como Indivíduo Integral – Por Luiz Roberto Fava

TRÊS PILARES DO AUTOCONHECIMENTO. PRIMEIRO: O SER HUMANO COMO INDIVÍDUO INTEGRAL POR LUIZ ROBERTO FAVA

Três pilares do autoconhecimento. Primeiro: O Ser Humano como Indivíduo Integral – Por Luiz Roberto Fava

Dentro de uma concepção holística, o Ser Humano é composto de corpo, mente e espírito.

O corpo se relaciona com os cinco sentidos: audição, visão, olfato, tato e paladar.

A mente recebe todos os estímulos captados pelos cinco sentidos e os processa, armazena ou nos faz escolher para agir frente a qualquer situação. Também se relaciona com nossas emoções, ideias, criatividade, inovação, acúmulo de conhecimento, lógica, etc. De forma simplista, a mente é razão e emoção.

Já o espírito nos mostra nossa grandeza, que fazemos parte de um Universo e que aqui estamos para cumprir uma clara missão de vida, alinhada a nosso princípios e valores, e fazendo com que tenhamos uma fé inabalável para ultrapassar obstáculos e chegar até onde queiramos chegar.

Entretanto, estes “três componentes” do Ser Humano Integral podem ser divididos em oito áreas ou oito diferentes aspectos, como nos ensina Di Stéfano :

– físico;  emocional; intelectual; profissional; financeiro;  lazer;  relacionamentos (inclui a família) e espiritual.

Já Ogata & de Marchi preferem agrupá-los em:

– aspectos físicos;
– aspectos mentais;
– aspectos sociais; e,
– aspectos espirituais.

Covey prefere assim descrevê-los:

– corpo (viver/sobreviver);
– mente (aprender – crescimento/desenvolvimento);
– coração (amar – relacionamentos); e,
– espírito (deixar um legado – significado e contribuição)

Considerando-se qualquer uma destas classificações, a verdade é que cada Ser Humano Integral é um indivíduo, indivisível e único.

Ter consciência disto é o primeiro passo para se autoconhecer. Nossa individualidade é única e exclusivamente de cada um de nós. Pode existir indivíduos semelhantes, parecidos, mas nunca iguais.

A maior prova desta individualidade é dada, primeiro, pela nossa certidão de nascimento e, em segundo lugar, pelas nossas impressões digitais.

É através delas que mostramos ao mundo esta individualidade, que somos únicos e indivisíveis, que somos um Indivíduo.

Apenas como curiosidade, vale lembrar que a utilização de impressões digitais para identificação de seres humanos existe desde a antiguidade em diversos locais como Mesopotâmia, Turquestão, Índia, Japão e China, com o objetivo de autenticar documentos e selar acordos civis e comerciais. O primeiro sistema de identificação por impressões digitais foi criado por Francia Galton, com base em anotações anteriores de outros autores. A primeira utilização de uma impressão digital para prender e condenar um criminoso aconteceu na França em 1902.

É pela impressão digital, ´punica, pois não existem duas impressões digitais iguais, que somos “transformados” em um número, o nosso RG. Sem este número não somos ninguém para o mundo.

Para mais, esta individualidade me fez lembrar daquilo que a Matemática chama de número primo natural. Para quem não lembra, um número primo natural é aquele que só é divisível por 1 e por ele mesmo, ou seja, tem apenas dois divisores:

EU ÷ EU = 1

EU ÷ 1 = EU

Se nos “dividirmos” por nós mesmos, o resultado será sempre 1. E se nos “dividirmos” por 1, o resultado será sempre EU mesmo.

Assim, de um jeito ou de outro, cada um de nós será sempre um indivíduo único, indivisível, um ser autônomo e independente em relação a qualquer outro Ser Humano .

Por isso, se pudéssemos nos classificar como um número único, tenho certeza que este número seria o número EU.

Do ponto de vista da numerologia pitagórica, o 1 é o único, o absoluto. É a personalidade individual do Ser Humano. É o EU SOU.

O primeiro dos números tem a ver com os inícios, com tudo o que é único e absoluto. Está ligado à energia criativa, à originalidade, ao poder e à objetividade. É um número que carrega a energia masculina, de assertividade, de ímpeto e realização. Representa a unidade de Deus, mas também o Eu, a personalidade única de cada um. Tem correspondência com liderança, força e ambição. Traz coragem, confiança, independência, movimenta as atividades mentais e empurra na direção das realizações.

Para de Paula, autoconhecimento é conhecer a própria essência, ou seja, é ter pleno domínio de si mesmo em pensamentos, desejos, esperanças, frustrações e crenças. O autoconhecimento faz com que tenhamos oportunidades de interpretar melhor quem somos e, principalmente, onde queremos chegar.

O autoconhecimento é tão importante porque:

Quem não se conhece será sempre refém de suas emoções, de suas desconhecidas crenças limitantes e de suas percepções distorcidas.

Quem não se conhece diz A quando queria ter dito B. Tira conclusões equivocadas sobre si e sobre os outros já que é comandado pelas crenças que tem e desconhece que as têm.

Quem não se conhece tem maior chance de fazer escolhas não benéficas para si mesmo e depois fica culpando fulano ou beltrana ou a má sorte.

Quem não se conhece terá mais chance de insucesso em seus relacionamentos, pois poderá ser manipulado pelo outro, poderá ficar carente de argumentos válidos numa discussão crucial, poderá ter sua autoestima abalada por comentários equivocados ou maldosos do outro, etc.

Quem não se conhece mais facilmente entra em conflito com os demais.

Quem não se conhece se autoengana a maior parte do tempo e disso podem vir consequências desastrosas tanto na vida pessoal quanto profissional.

Quem não se conhece pode ter uma vida ralada, medíocre e se achar o “rei/rainha do pedaço” ou, ao contrário, ser uma pessoa excepcional e se considerar um lixo.

Quem não se conhece pode ficar marcando passo, estagnado em alguma situação onde não vê saída porque desconhece o próprio potencial ou, ao contrário, pode dar o passo maior que a perna porque desconhece suas limitações.

Este processo ininterrupto para aumentarmos o conhecimento de nós mesmos também foi percebido por Sócrates, o filósofo grego já citado, e sintetizado na sua (outra) famosa frase: só sei que nada sei, e o fato de saber isso, me coloca em vantagem sobre aqueles que acham que sabem alguma coisa.

Ter a humildade suficiente para admitir que somos “pequenos” é um grande passo para nos tornarmos “grandes”. E quem resume esta verdade é Cortella em sua crônica “E tem gente que se acha…”

Entretanto, quanto mais crescemos e nós desenvolvemos mais temos a oportunidade de mostrar nossa coragem de realizar coisas novas, inusitadas, diferentes, mostrando que vamos nos tornando cada vez maiores, o que pode gerar, em outros indivíduos, pensamentos que os fazem nos julgar como loucos, lunáticos, diferentes, etc.

Este fato foi sabiamente percebido por Oscar Wilde e traduzido por sua famosa frase: ser grande significa ser incompreendido.

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

A Qualidade dos nossos Pensamentos e seu Impacto no Ambiente e nos Resultados – Por José Antonio Kairalla Caraccio

A QUALIDADE DOS NOSSOS PENSAMENTOS E SEU IMPACTO NO AMBIENTE E NOS RESULTADOS – POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

A Qualidade dos nossos Pensamentos e seu Impacto no Ambiente e nos Resultados – Por José Antonio Kairalla Caraccio

Vamos hoje fazer uma reflexão sobre a qualidade dos nossos pensamentos. Os estudiosos sinalizam que pessoas que pensam negativamente com frequência estão sempre esperando pelo pior resultado de suas ações. O mais interessante é que, talvez até inconscientemente, ficam o tempo todo convencendo as outras pessoas a compartilhar de suas crenças limitadoras e pessimistas. Destacam os pontos negativos e listam uma a uma as possibilidades das coisas darem errado e não acontecerem, procurando derrubar as expectativas de alguns mais entusiasmados. O mais alarmante é que sempre conseguem fazer a cabeça de alguém. Fica então um ambiente dividido. De um lado os que querem realizar e construir e de outro os que querem destruir e desmotivar. Essas pessoas passam a ser vitimas de si próprias. Começam a aparecer sintomas associados a stress, nervosismo , cansaço , mal humor e até mesmo contraem doenças psicossomáticas. O resultado destes pensamentos negativos provocam preocupações em excesso, medos, ansiedades, traumas, complexos dos mais diversos e ressentimentos. Algumas dicas para livrar-se deles: A-Escreva suas preocupações e seus pensamentos negativos. Ao escrevê-los:
1- Você terá uma dimensão mais objetiva sobre eles, porque em nossa mente os pensamentos negativos têm tendência a tomar uma grande dimensão;
2- Você poderá focar seus problemas um a um. Quando estão em nossa cabeça, de forma desorganizada, não parece haver solução;
3- Há ainda um aspecto mágico ao escrever. Ele permite cristalizar os pensamentos em um ato simbólico e libertador;
4- Quando os pensamentos negativos forem identificados você terá a consciência de sua real dimensão. Pergunte então a si mesmo: Do que é que tenho medo e em que circunstâncias sinto-me mal e aparecem os pensamentos negativos ? Por que as vezes tenho o sentimento de ser inferior, diminuído, não compreendido, não amado, etc ? O que é injusto na minha vida ? B-Procure pensar em soluções de forma consciente.
Em cada problema que escreveu, interrogue-se: O que e onde posso mudar para melhorar ? Mesmo quando entender que não haverá solução, saiba que poderá surgir uma porta de saída e então irá mudar seu caminho. O que acontece é que as ideias negativas ofuscam sua visão para novas possibilidades. Analise um a um seus problemas e procure uma solução. Dê tempo a si mesmo. Pratique a autoavaliação, pondere sobre conselhos de pessoas criteriosas, observe e adapte bons exemplos a sua realidade e a seu estilo. Pense em ser feliz e faça outras pessoas felizes. Faça uma reflexão e identifique-se com sua missão de vida pessoal e profissional, lembrando que certamente muitas pessoas espelham-se em você. Faça o seu melhor para você, para as pessoas próximas e para o seu ambiente. Um abraço e boa sorte!

(*) Prof. Kairalla é educador e consultor com mais de 440 projetos desenvolvidos e troca de experiências com cerca de 30.500 profissionais. Os assuntos deste artigo serão apresentados e vivenciados em dinâmicas no treinamento de “Técnicas de Negociação e Administração de Conflitos”, em parceria e nas dependências do Nuclave. Maiores informações podem ser obtidas pelo e-mail regina@kairallatreinamento.com.br ou pelo telefone (11) 5594.6990.

 

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

Negociação, o desafio nosso de cada dia, em um mercado em constante movimento! por José Antonio Kairalla Caraccio

NEGOCIAÇÃO, O DESAFIO NOSSO DE CADA DIA, EM UM MERCADO EM CONSTANTE MOVIMENTO! POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

Negociação, o desafio nosso de cada dia, em um mercado em constante movimento! por José Antonio Kairalla Caraccio

Há anos venho me aprofundando, praticando e estudando este tema que faz parte do meu, e tenho certeza, do seu dia-a-dia. Encontramos frequentemente situações desafiadoras e que, se mal trabalhadas, podem trazer impactos negativos, dentre eles, a perda de uma grande oportunidade, ceder mais do que se deve em uma negociação, não saber administrar conflitos por falta de maturidade, autoconfiança, preparo etc. Corremos o risco de perder clientes, não avaliar corretamente o seu potencial de compra, ter dificuldades em conquistar novos clientes e sermos pouco competitivos e eficazes em nossas ações acumulando prejuízos.

Partindo-se da premissa que pretendemos negociar com nosso interlocutor mais de uma vez vamos considerar a importância do comprometimento mutuo para que se possa caminhar para a consolidação da parceria. Nosso processo conclui-se no pós-venda, que significa que tudo o que foi acordado entre as partes foi cumprido de forma satisfatória, o que abre um caminho para outras negociações, fortalecendo um ciclo. Como ingredientes essenciais, devemos acrescentar motivação, relacionamento interpessoal positivo, confiabilidade e criatividade. Você provavelmente não terá uma segunda oportunidade de causar uma boa impressão. É importante que esta chance não se perca. Recomendamos sempre uma aproximação amigável onde o oponente não deve ser visto como adversário, mas como parceiro em busca de uma solução. Não se permita discutir a partir de posições vencedor e perdedor, mas a partir do interesse de chegar a benefícios comuns. Seja racional e logico e tenha firme controle sobre as emoções. Prepare-se bem para este momento, use a inteligencia emocional e jamais perca o foco e a concentração. 

Devemos nos preocupar com nossa preparação pessoal, com nossos Conhecimentos de Produtos, dos Serviços, dos Concorrentes, dos Negociadores e dos Clientes. Esta preparação deve ser feita através de questionamentos, que farão parte do nosso planejamento. Concluimos que quanto mais investigativos formos, mais iremos conquistar sua credibilidade e mais eficazes seremos em nossos anseios, objetivos e no atingimento e superação das expectativas propostas para a negociação. Uma das dificuldades para realizar uma boa negociação está possivelmente na falta de flexibilidade de uma das partes, quando associadas a comportamento. Precisamos conhecer as diferentes formas de negociar de cada um. Para tanto, devemos analisar também as principais diferenças de comportamento entre homens e mulheres neste processo, de estilos regionais, a cultura de acordo com a nacionalidade do negociador e ampliando este conceito diferenças culturais associadas a origens e porte das organizações. 

Em nossa familia negociamos constantemente idéias, prioridades, caminhos alternativos, valores, limites etc., entre pais e filhos, irmãos, tios, sobrinhos, primos e outros parentes próximos ou distantes. Ampliando um pouco mais essa negociação de idéias vamos encontrar nossos amigos, colegas de trabalho e colaboradores. No mundo corporativo nossos clientes estão cada vez mais exigentes e a concorrência cada vez mais acirrada. Neste cenário os profissionais tem a sua frente, desafios que podem definir consideravelmente os resultados projetados pela empresa. Nestes ambientes desafiadores a negociação contém forte e consistente conteúdo de argumentação, se destaca como uma habilidade essencial a ser desenvolvida, praticada e reciclada permanentemente. Nesta trilha iremos encontrar dificuldades, facilidades, atalhos, saídas criativas e bifurcações.

Com persistência, estratégia, objetividade, credibilidade, garra, paciência, foco e com flexibilidade atingiremos certamente o nosso objetivo de concluir uma negociação em que fique transparente e claro o ganho mutuo das partes.

Desejo boa sorte a todos nas próximas negociações.

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

Nossos pensamentos e seu impacto no ambiente e nos resultados – Por José Antonio Kairalla Caraccio

NOSSOS PENSAMENTOS E SEU IMPACTO NO AMBIENTE E NOS RESULTADOS – POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

Nossos pensamentos e seu impacto no ambiente e nos resultados – Por José Antonio Kairalla Caraccio

Vamos hoje fazer uma reflexão sobre a qualidade dos nossos pensamentos. Os estudiosos sinalizam que pessoas que pensam negativamente com frequência estão sempre esperando pelo pior resultado de suas ações.

O mais interessante é que, talvez até inconscientemente, ficam o tempo todo convencendo as outras pessoas a compartilhar de suas crenças limitadoras e pessimistas. Destacam os pontos negativos e listam uma a uma as possibilidades das coisas darem errado e não acontecerem, procurando derrubar as expectativas de alguns mais entusiasmados.

O mais alarmante é que sempre conseguem fazer a cabeça de alguém.

Fica então um ambiente dividido. De um lado os que querem realizar e construir e de outro os que querem destruir e desmotivar.

Essas pessoas passam a ser vitimas de si próprias. Começam a aparecer sintomas associados a stress, nervosismo , cansaço , mal humor e até mesmo contraem doenças psicossomáticas.

O resultado destes pensamentos negativos provocam preocupações em excesso, medos, ansiedades, traumas, complexos dos mais diversos e ressentimentos.

Algumas dicas para livrar-se deles:

A-Escreva suas preocupações e seus pensamentos negativos.

Ao escrevê-los:

1- Você terá uma dimensão mais objetiva sobre eles, porque em nossa mente os pensamentos negativos têm tendência a tomar uma grande dimensão;

2- Você poderá focar seus problemas um a um. Quando estão em nossa cabeça, de forma desorganizada, não parece haver solução;

3- Há ainda um aspecto mágico ao escrever. Ele permite cristalizar os pensamentos em um ato simbólico e libertador;

4- Quando os pensamentos negativos forem identificados você terá a consciência de sua real dimensão. Pergunte então a si mesmo:

Do que é que tenho medo e em que circunstâncias sinto-me mal e aparecem os pensamentos negativos ?

Por que as vezes tenho o sentimento de ser inferior, diminuído, não compreendido, não amado, etc ? O que é injusto na minha vida ?

B-Procure pensar em soluções de forma consciente.

Em cada problema que escreveu, interrogue-se:

O que e onde posso mudar para melhorar ?

Mesmo quando entender que não haverá solução, saiba que poderá surgir uma porta de saída e então irá mudar seu caminho. O que acontece é que as ideias negativas ofuscam sua visão para novas possibilidades.

Analise um a um seus problemas e procure uma solução. Dê tempo a si mesmo. Pratique a autoavaliação, pondere sobre conselhos de pessoas criteriosas, observe e adapte bons exemplos a sua realidade e a seu estilo.

Pense em ser feliz e faça outras pessoas felizes.

Faça uma reflexão e identifique-se com sua missão de vida pessoal e profissional, lembrando que certamente muitas pessoas espelham-se em você.

Faça o seu melhor para você, para as pessoas próximas e para o seu ambiente.

Um abraço e boa sorte!

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

Para ser Vitorioso você precisa Ver o que Não está Visível.

PARA SER VITORIOSO VOCÊ PRECISA VER O QUE NÃO ESTÁ VISÍVEL.

Para ser Vitorioso você precisa Ver o que Não está Visível.

Por José Antonio kairalla Caraccio Ver o que não está visível é desenvolver uma percepção aguçada, é criar, é buscar ajuda, é refletir, montar um plano, mas preponderantemente agir e agir. Olhar para si próprio, para aqueles que estão obtendo sucesso, para o mercado frequentemente e, mais importante do que isso, estar sempre pronto para mudar e se adaptar rapidamente, nem que sejam inicialmente pequenas mudanças. Redefinir estratégias, em razão do movimento do próprio mercado, com ações inteligentes e rápidas. Responder as necessidades e anseios de seus clientes, considerado o momento e as dificuldades atuais. Evoluir e aperfeiçoar-se, mesmo em momentos pouco favoráveis. Acreditar em seu potencial e motivar sua equipe para a superação.

Tenha iniciativa para agir antes de seus concorrentes e dê o primeiro passo certeiro à frente, liderando novos tempos, em sua vida, em sua empresa e em seu mercado de atuação. Passe a contribuir com outras pessoas para a quebra de paradigmas, dando força a todos que “não estão procurando ver o que não está visível”, para que ajam e busquem caminhos alternativos, mesmo sendo de forma tímida. Aja para que suas pequenas contribuições sejam importantes referências dentro de um contexto maior.

Li, que há mais de cinquenta anos, uma marca de creme dental não prometia nada contra as cáries e sim contra o mau hálito. Foi um sucesso absoluto, saindo de um lugar comum onde estava enfrentando uma enorme concorrência. Tenho encontrado hoje com pessoas de “cabeça baixa”, com poucas esperanças, baixa autoestima e sem vigor para reagir.

Minha mensagem final à você: “Se você chegou até aqui seu valor é incontestável. Saiba fazer uma leitura do momento atual, para enxergar alternativas e oportunidades e siga o sábio conselho de Sun Tzu de que para ser vitorioso você precisa ver o que não está visível.

Espero ter dado uma pequena contribuição à você, neste momento em que estamos travando um bom combate. Muita boa sorte e vamos a luta!”

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

Team and Client Keeper……Por José Antonio Kairalla Caraccio

TEAM AND CLIENT KEEPER……POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

Team and Client Keeper……Por José Antonio Kairalla Caraccio

TEAM AND CLIENT KEEPER é o conjunto de ações envolvendo: 1-Capacitação de Pessoas – “Esqueça Você e Aposte no seu Time” – Giovane Gávio Bicampeão Olímpico de Vôlei….. 2- Metodologias de Gestão Comercial – “Alcance o Amanhã Fazendo Muito Bem Feito o que Precisa Ser Feito” – Fabrizio Fasano Jr. Empresário e Sócio da Rede

CONTEXTO: É muito comum ouvirmos pessoas dizendo que aquela situação que está vivenciando agora, até então, apenas imaginava acontecendo com as outras pessoas ou ainda recordando que já haviam passado por isso antes, que superaram com muita dificuldade, mas surpreenderam-se porque supunham que jamais fossem se repetir. Mas aí estão elas novamente!

SITUAÇÃO FREQUENTE: Sabemos que mesmo contra nossa vontade existem variáveis atuando todo tempo, algumas a nosso favor e outras nos trazendo dificuldades e problemas. É natural para algumas pessoas que quando atingem uma posição confortável passam a negligenciar ações que deveriam manter e aprimorar permanentemente.

ZONA DE CONFORTO: Exemplificando, um profissional de vendas, que vem cumprindo suas metas e recebendo seus ganhos compatíveis a elas, conferindo-lhe assim uma estabilidade financeira bastante confortável. Passou a frequentar a zona de conforto pelas circunstâncias e não percebeu a dinâmica de mercado com suas mutações frequentes.

DIFICULDADES E PROBLEMAS: Dificuldades e problemas passaram a surgir e seus pares e concorrentes mais atentos já haviam detectado o novo cenário e já trabalhavam soluções para combatê-los. O profissional que habitava a zona de conforto, acomodado, passou a atuar como passageiro na corrida da superação. Suas metas não eram mais cumpridas, seus ganhos reduziram e passou a definir como vilões de seus resultados os “preços altos” de seus produtos e a crise, isentando-se de qualquer responsabilidade sobre seus resultados.

CONSEQUÊNCIAS: A desmotivação e a falta de alternativas passaram a fazer parte de seus pesadelos. Quantos estão neste perfil e quais as consequências de contaminarem toda a equipe? Felizmente, apesar de todas as dificuldades, problemas e conflitos, os clientes continuarão precisando de nossos produtos e serviços assim como iremos continuar precisando de nossos fornecedores.

SOLUÇÕES E SEUS INGREDIENTES: O conhecimento, a informação, a análise, a humildade, o trabalho em equipe, a inovação, a criatividade, a nova forma de abordar e de fazer, o entusiasmo e a motivação.

CONCLUSÃO FINAL: O planejamento e o espírito de realizar novas metodologias darão um novo caminho promissor que certamente levará o nosso profissional de vendas a se reciclar e obter um grau de maturidade e resultados jamais atingidos.

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

Você cria seu próprio Universo enquanto o percorre. Por José Antonio Kairalla Caraccio

VOCÊ CRIA SEU PRÓPRIO UNIVERSO ENQUANTO O PERCORRE. POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

Você cria seu próprio Universo enquanto o percorre. Por José Antonio Kairalla Caraccio

Em nossa caminhada de vida e trajetória profissional experimentamos os mais diversos momentos, situações, emoções e sentimentos, positivos ou negativos, tais como amor, irritação, pessimismo, esperança, egoísmo, desânimo, bondade, fé, tristeza, confiança, nervosismo, medo etc.

Percorremos diversos estados emocionais e de vida. Muitas vezes nos encontramos em um estado de grande dificuldade e que necessitamos de muito vigôr, fé, coragem e até da ajuda de outras pessoas para poder vencê-lo e superá-lo. Em outros momentos podemos adotar comportamentos demonstrando grande egoísmo. Queremos tudo prá nós e somos insaciáveis em nossos desejos ou ainda não olhamos para os mais fracos para percebermos suas necessidades. Ao contrário, nos aproximamos dos mais fortes para buscar vantagens. Nos colocamos em uma condição de superioridade, por conta de sermos competitivos. Passamos a exigir prioridade para tudo que necessitamos ou queremos. Se conseguirmos atingir um nível que nos coloca em condição de tranquilidade, então nos isolamos dos problemas de outras pessoas e nos tornamos apáticos e insensíveis. Vibramos com conquistas materiais e nos entristecemos e nos frustramos pelos mesmos motivos.

Mas precisamos evoluir e melhorar nossos pensamentos, comportamentos e atitudes. Passamos então a buscar o conhecimento para nos tornarmos seres humanos melhores. Sabemos que somos versáteis, adaptáveis e nos renovamos. Houve o pioneirismo e posteriormente a transformação. Sabemos que o conhecimento por si só não é o suficiente, precisamos praticar o que aprendemos para sairmos do lugar comum do “faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”. Ao nos tornarmos pessoas melhores passamos a observar o outro e entender e respeitar suas necessidades e desejos. O Universo é abundante, temos muitas descobertas a fazer e novos recursos a encontrar. Não enxergamos as ondas emitidas pelos celulares mas elas estão ali. A fé é o poder de acreditar naquilo que não se pode ver. “Nada é impossível para aquele que persiste.

Lembre-se que da conduta de cada um depende o destino de todos.” disse Alexandre, O Grande. Percebemos claramente então que fazemos parte de um todo e a partir deste entendimento elevamos nossa condição humana para nos tornarmos pessoas melhores no próprio Universo que criamos enquanto o percorremos.

(*) José antonio Kairalla Caraccio é consultor e educador, especialista desde 2001 (há 16 anos) em “Dicas Empresariais e Varejo” ou seja em “Diagnostico Inteligente de Causas no Atendimento a Clientes e VendaS” email kairalla@kairallatreinamento.com.br

Fim do conteúdo da página

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

Quer atingir suas metas? Aplique o eficaz ciclo PDCA em qualquer tempo e principalmente agora! Por José Antonio Kairalla Caraccio

QUER ATINGIR SUAS METAS? APLIQUE O EFICAZ CICLO PDCA EM QUALQUER TEMPO E PRINCIPALMENTE AGORA! POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

Quer atingir suas metas? Aplique o eficaz ciclo PDCA em qualquer tempo e principalmente agora! Por José Antonio Kairalla Caraccio

Onde, segundo o brilhante consultor Takeshi Jumonji, meu amigo, esclarece:
P = Plan = Planejamento – Estabelecimento de metas e ações baseadas resultados que queremos mudar ou alcançar.
D = Do = Executar – Agir de acordo com o plano proposto (P).
C = Check = Verificar – Monitorar a obtenção dos processos e resultados, fruto da “execução” (D).
Act = Ação – Agir de acordo com as verificações (C) para alimentar um novo planejamento (P).

Portanto, vale reiterar que não há “fórmula mágica” e nem tampouco segredos, mas apenas um trabalho de mudança de postura da área de vendas, encarando o momento desafiador e a perda de clientes com a mesma seriedade e profissionalismo que qualquer outra rotina do departamento.

Desejamos sucesso e um bom trabalho!

Esperamos por você em nossos próximos encontros, para que possamos trocar experiencias e contribuir com importantes conceitos que regularmente abordamos em nossos workshops .

Até lá!

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

É o Consultor de Vendas um Médico? Por José Antonio Kairalla Caraccio

É O CONSULTOR DE VENDAS UM MÉDICO? POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO​

É o Consultor de Vendas um Médico? Por José Antonio Kairalla Caraccio

O experiente Consultor de Vendas é um profissional que está cada vez mais em alta no Mundo Corporativo. Sua conduta e seus passos assemelham-se ao de um médico, ao conduzir um atendimento, de maior ou menor gravidade e urgência. Ambos precisam entender exatamente as causas (e não só o efeito) que levaram um paciente a procurar o médico e a empresa ao consultor de vendas. O consultor de vendas inicia seus procedimentos com um elaborado diagnóstico da situação, procurando compreender o estado geral e as enfermidades específicas. Solicitam exames, relatórios e dados complementares necessários para um diagnostico completo e sempre considerando o próprio conhecimento da empresa, pelos gestores e colaboradores, assim como no caso do médico, procura explorar o autoconhecimento do paciente sobre si mesmo. Na situação do consultor de vendas, a empresa provavelmente ao contratá-lo já tem um pré diagnostico ou algumas suposições. O consultor irá utilizar-se das informações prestadas, mas por oficio, deverá validá-las, complementá-las ou reformulá-las para apresentar a direção, um plano de ação bastante consistente. Encerrada essa fase, o consultor de vendas, com sua larga experiência em situações semelhantes, do mesmo segmento a que a empresa pertence ou não, elabora seu plano de ação para ser apresentado aos gestores.

Da mesma forma o médico, que se baseia no diagnostico e nas informações prestadas pelo paciente, para decidir se precisa receitar medicamento, ou sugerir novos comportamentos, em razão das mais diversas situações, tais como a de sugerir ao paciente para ser mais disciplinado, alimentar-se de forma mais saudável e regular, ser menos sedentário, prevenir o stress, ter mais equilíbrio emocional etc . Entender que ser saudável é um conjunto de ações que precisam ser imediatamente seguidas para que o paciente volte a normalidade e coloque sua vida em condição de correr menos riscos.

E o consultor de vendas, o que irá sugerir em seu plano de ação? Certamente, além das semelhanças entre os passos iniciais do consultor de vendas e o de um médico, os passos seguintes também assemelham-se. O paciente orientado e medicado deverá, a partir daí, fazer sua parte. O medico irá propor um acompanhamento periódico para medir a evolução do quadro e propor algumas mudanças na medicação, se necessário, mas sempre exercendo um acompanhamento muito próximo.

A empresa, seus gestores e colaboradores serão orientados pelo consultor nesse trabalho conjunto. Ele irá desenvolver mecanismos de controle para medir a evolução e os resultados, para que se necessário, sejam realizados ajustes para que os objetivos propostos sejam plenamente alcançados.

Oxalá que os consultores de vendas e os médicos consigam transmitir com muita eficácia suas experiências profissionais vividas. O primeiro com empresas e profissionais vitoriosos, assim como esperamos que os médicos sensibilizem seus pacientes com exemplos de pessoas que humildemente fizeram, com dedicação plena, a parte que lhe cabia. Em ambos os casos temos a plena convicção de que os vitoriosos fizeram da busca da cura a sua rotina.

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados

O que é ser competitivo? Por José Antonio Kairalla Caraccio

O QUE É SER COMPETITIVO? POR JOSÉ ANTONIO KAIRALLA CARACCIO

O que é ser competitivo? Por José Antonio Kairalla Caraccio

Ser competitivo é o objetivo de todo profissional que deseja alcançar uma alta performance. Preparar-nos para vencermos os obstáculos que se apresentam em nossa vida profissional e pessoal e consolidar nossa fatia em um mercado altamente competitivo, mas muito atraente. Nossa rotina diária de desafios começa com a qualidade dos nossos pensamentos e de nossa disposição para realizar e acreditar. O próximo passo é o de nos debruçarmos sobre o nosso Planejamento e avaliarmos quais são as nossas prioridades e atividades importantes que estão planejadas e qual a nossa programação ajustada para hoje, já que fatos novos podem ter ocorrido. A seguir fazemos uma autoavaliação e autocrítica sobre esse momento. Estamos preparados ou nos preparamos adequadamente, no aspecto técnico e psicológico, para realizar as nossas ações planejadas da forma mais eficaz possível e com a excelência que ela exige? Se sim, vamos ao passo seguinte: A Execução! Com foco em nossa venda consultiva, vamos planejar cada contato, analisar cada cliente e nos prepararmos para oferecer a eles as melhores soluções. Na manutenção de nossos clientes temos que lembrar sempre de programarmos o pós-venda, uma fase essencial de relacionamento diferenciado, registrando nossa presença em todas as etapas do processo de vendas e de fidelização de clientes.

OS RESULTADOS Concluimos que ser competitivo é satisfazer necessidades e superar expectativas de nossos clientes, que hoje mais do que nunca são extremamente conscientes e buscam soluções confiáveis de qualidade, não por capricho mas por segurança de quem sabe o que é receber um mau produto ou serviço sem qualificação plena e que põe em risco uma decisão de compra equivocada a toda sorte de ocorrência. O cerco está se fechando e nossos clientes e potenciais clientes estão exercitando cada vez mais sua percepção e o senso de comparação, que os tornam exigentes e rigorosos. Satisfazer necessidades, portanto, é um complexo de ações e pessoas envolvidas em um processo de total sincronia e comprometimento. O TIME Os profissionais isoladamente têm um compromisso de realizar um ótimo e desafiador trabalho, quer para atender expectativas e metas de sua empresa e de seus superiores ou evidentemente suas próprias. Isso, porém, não é tudo. Vamos entender que os nossos conscientes clientes querem ver atendidas todas as suas necessidades de forma global e não setorizadas. Assim sendo, de nada adianta se a área de negócios presta um atendimento de primeiro mundo, com profissionais treinados e capacitados, com excelente relacionamento interpessoal e os colaboradores de outros departamentos não estiverem sintonizados na mesma proposta de prestação de serviços com qualidade, comprometendo assim a cadeia de relacionamento. A área de negócios comercializa os nossos produtos e serviços mas a responsabilidade pela entrega fica por conta de outros departamentos. Nossos clientes veem nossa empresa como um todo. Embora podendo possuir excelentes produtos (aspectos materiais), algumas empresas colocam pessoas ásperas ou apáticas na fase de entrega dos serviços ou eventualmente na assistência técnica, comprometendo desta forma sua imagem. Neste exemplo estabeleceu-se o elo fraco desta empresa, ou seja, o relacionamento humano inadequado promovido por estas pessoas. O LÍDER Precisamos muito de nossos profissionais e colaboradores, mas sobre tudo de nossos clientes. Em suma, precisamos de resultados. Como sabemos, segundo algumas pesquisas divulgadas sinalizam que manter clientes custa 4 vezes menos do que conquistar novos. Daí entra em campo aquela figura que une as pontas. Internamente busca desesperadamente transferir esta verdade a seus colaboradores, aguçando-lhes a percepção, reciclando seu quadro através de treinamento, promovendo a união e integração. Através do Marketing de Relacionamento, com o apoio de ferramentas importantes e de significativo investimento como o “CRM”, aproximam-se cada vez mais de seus clientes, razão dela (empresa) existir.

Tudo parece tão fácil, não é? Mas, só quem é um líder sabe do árduo caminho a ser percorrido para chegar ao fim de uma jornada e dizer: NÓS VENCEMOS E SOMOS COMPETITIVOS!

Fim do conteúdo da página

CONTATOS

  • (11) 99931-5231
  • contato@kairallatreinamento.com.br

Kairalla treinamento – todos os direitos reservados